12.6.13

Preferência por gente


Gosto de gente que sabe ser gente que chora, que rir, que se diverte  e que não se limite na ideia de ser perfeito. Me identifico com quem admite falhas mas apesar delas é muito feliz.

Não defino minha preferência por sexo, cor da pele, quantidade de troféus que tem na estante, cor de cabelo, descendência, ou números da conta bancária acredito em identificação de alma, em conexão de pensamento.

Valorizo quem consegue me enxergar além dos títulos e convenções, os que comemoram comigo nas pequenas e grandes alegrias mas que sabem me transmitir paz num dia mau. Gosto dos questionadores que me apresentam novos ângulos do que eu já conhecia, dos que me fazem mudar  de opinião e que aceitam receber as minhas.

Gosto dos ares, dos arredores, de novos rostos, de outras civilizações, da diversidade do mundo e ao mesmo tempo da sua mesmice. Gosto do fato de sermos seres tão parecidos e ao mesmo tempo únicos, do quanto essa exclusividade pode completar a vida do outro com qualidades e defeitos que só existem em nós.

Necessários, são os que apesar dos quilômetros, das horas, das tempestades e oposições, continuam perto de mim. Preciso de gente que não use máscaras, que concorde e até discorde de mim mas que no fundo agregue e traga paz. Preciso de pessoas que sejam amigas, sejam amores, sejam pra o que for. O resto é excesso. A outra parte eu dispenso .




Layout exclusivo do blog - Pensamentos Soltos | Feito por: Alice Grunewald | Tecnologia do Blogger | Cópia total ou parcial é proíbida ©